Não é fácil para o Wolverine

Não é fácil para o Wolverine

Ah, a vida do Wolverine! Sempre parece uma maratona de obstáculos para o nosso herói das garras de adamantium. Imagine só: um dia na praia, tentando relaxar, mas aí os amigos te colocam no vôlei. Complicado, né? É praticamente impossível não furar a bola com aquelas lâminas afiadas.

E na hora de passar pelo detector de metais no aeroporto? Um show à parte. O coitado apita mais que micro-ondas de hostel, e os seguranças já estão de saco cheio. Não tem como evitar o exame minucioso.

E se você acha que isso é o pior, pensa só nos pesadelos! Wolverine, coitado, deve ter pesadelos com Freddy Krueger e Edward Mãos de Tesoura, debatendo sobre quem tem as lâminas mais afiadas. “Sou seu pai!” grita Freddy, enquanto Edward só quer dar um abraço solidário. No final, o Wolverine acorda suado, abraçado ao ursinho de pelúcia com garras de mentira.

No fundo, viver com essas garras deve ser um desafio constante. Desde cortar a própria comida até pentear o cabelo, cada ação é um risco. Mas no fim do dia, ele encara tudo com um sorriso meio torto, porque sabe que, apesar dos pesares, ser o Wolverine é, no mínimo, uma aventura única.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Rolar para cima